AERONÁUTICA oferece 215 vagas para a EPCAR

ESTUDANTES interessados em completar o ensino médio em uma das melhores escolas federais do país podem concorrer às vagas oferecidas pela Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR), em Barbacena (MG). As inscrições para o concurso deste ano estarão abertas de 3 de junho a 4 de julho. No total, serão oferecidas 215 vagas.

A EPCAR prepara jovens para o ingresso no Curso de Formação de Oficiais Aviadores da Academia da Força Aérea (AFA), que funciona em Pirassununga (SP).

No Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2009, a Escola Preparatória de Cadetes do Ar ficou em oitavo lugar entre as escolas públicas federais de ensino médio no país. No Brasil todo, levando-se em conta colégios públicos e privados, a EPCAR aparece entre as cem melhores instituições de ensino (87ª posição), em um total de mais de 25 mil escolas avaliadas pelo Ministério da Educação.

Ouça entrevista com o Comandante da EPCAR, Brigadeiro-do-Ar Carlos Eurico Peclat dos Santos.

O edital do concurso, formulário de inscrição e o detalhamento das instruções e condições do exame estão disponíveis na internet (http://www.fab.mil.br e http://www.epcar.aer.mil.br), na seção “Concursos”. O Guia de Profissões Militares da Força Aérea Brasileira, também disponível no portal, traz um capítulo sobre o funcionamento da EPCAR e fala da a rotina dos alunos que estudam em Barbacena.

Na EPCAR, além da formação com disciplinas regulares, como matemática, história, geografia, português e inglês, os jovens recebem ainda fundamentos militares. Durante o curso, o aluno ganha salário (remuneração fixada em lei), alimentação, alojamento, fardamento e assistência médico-hospitalar e dentária.

Desde sua criação, cerca de 480 mil candidatos prestaram o concurso da EPCAR. No exame de 2009, 13 mil candidatos disputaram as 185 vagas oferecidas – uma relação de 70 jovens por vaga, concorrência comparável a dos cursos mais procurados das principais universidades do país. (Fonte: Agência Força Aérea — http://www.fab.mil.br)

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

FORÇAS ARMADAS participam de operação conjunta na Amazônia

Uma operação conjunta entre a Marinha, o Exército e a Força Aérea mobiliza, até 3 de junho, aproximadamente 4,5 mil militares em um importante exercício de simulação de guerra na Amazônia. Batizada de Operação Conjunta Amazônia 2011, a iniciativa visa a manter a capacidade operativa das tropas na região, além de prestar apoio às comunidades ribeirinhas, por meio de ações cívico-sociais. Leia mais no site da operação Este é o nono exercício desse porte realizado na Região Amazônica desde 2002, com o objetivo de aprimorar o adestramento das três Forças para atuar, de forma coordenada e eficaz, em conflitos convencionais no ambiente de selva. Segundo o Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, General de Exército José Carlos De Nardi, manobras dessa natureza ajudam os militares a desenvolver novos métodos na área de logística e comunicações, bem como sedimentar doutrinas operacionais vitais para o emprego das Forças Armadas. Este ano, a operação conjunta será desenvolvida em uma área de aproximadamente 800 mil quilômetros quadrados, abrangendo os municípios de Manaus, São Gabriel da Cachoeira, Tefé, Coari, Japurá, Fonte Boa, Jutaí e Yauaretê. Estima-se que pelo menos 2 mil pessoas serão atendidas nas ações cívico-sociais promovidas, que servirão para fortalecer a presença do Estado e das Forças Armadas na região. Essas ações levarão atendimento médico e odontológico à população de localidades isoladas como Fonte Boa, Japurá e Yauaretê. Serão empregados navios hospitais da Marinha, além de militares dos corpos de saúde do Exército e da FAB, que atuarão utilizando a estrutura de saúde dos municípios envolvidos. De acordo com o Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas, órgão encarregado de planejar o emprego conjunto das Forças, as atividades relacionadas à Operação Amazônia começaram oito meses antes do início do deslocamento das tropas. Esse planejamento envolve o desenho de cenários de guerra e conflitos na Região Amazônica, bem como o emprego eficaz das Forças em forma integrada com outros órgãos federais e estaduais que atuam na região. Além da operação na Amazônia, o Estado-Maior Conjunto planeja exercícios em outras regiões do país. Estão programadas para acontecer, até dezembro de 2011, operações conjuntas de intensificação da área de fronteira nas regiões Norte, Sul e Centro-Oeste. Neste ano, as atividades da Operação Amazônia poderão ser acompanhadas a partir de 23 de maio pelo site www.amazonia.defesa.mil.br.

(Fonte: Ministério da Defesa — www.fab.mil.br)

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

BASE Aérea de Canoas participa de ação social em Porto Alegre

A BASE AÉREA de Canoas participou do Programa Ação Global, uma iniciativa do Serviço social da Indústria – SESI, Rede Globo e RBS TV, realizado nas instalações do SESI Rubem Berta, em Porto Alegre, no horário das 9h às 17h. A Ação Global é um programa de caráter social, ocorre em todo o Brasil no mesmo dia e horário, com prestação de serviços gratuitos nas áreas de educação, saúde, lazer e cultura; um autêntico e bem articulado exercício de cidadania que tem neste ano o enfoque “Responsabilidade Social: quem pratica deixa sua marca no futuro”. O evento foi realizado no dia 14 de maio. O 5º ETA, os quais, ao longo do dia receberam, aproximadamente, 1.000 visitantes no estande da BACO, explicaram a missão da Força Aérea Brasileira, da Base Aérea de Canoas e de suas Unidades Sediadas. Divulgaram, também, as formas de ingresso na FAB, via concursos ou Serviço Militar Inicial, com ampla distribuição de revistas e folders, que, devido à intensa procura por parte do público presente, a grande quantidade deste material disponível naquele local se esgotou antes da 16h, confirmando o sucesso da presença da Força Aérea no evento. (Fonte: BACO // www.fab.mil.br)

Atendimento ao Público

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

HOJE faz 10 anos!

NA luta!

FOI HÁ dez anos. Era uma manhã de maio, 16, em Belo Horizonte, Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica.

A ROTINA diária em BH

SÓ Deus sabe quanto esforço, quanto suor e quantas orações foram necessárias para a consecução desse objetivo. Lutei, suei, chorei, consegui. Conseguimos. Vitória, afinal! Obrigado, senhor Deus!

Decorridos quase três meses, e nós ali recebendo a espada. Éramos oficiais. 100, exatamente uma centena de praças,   aí víamos coroados de êxito nossos esforços; nossos sonhos realizados.

O nome dado à turma foi “Amazônia do Brasil”. Bem a propósito, pois era notícia a tese divulgada por algumas nações da internacionalização da Amazônia.

RECEBENDO o diploma

Este blogueiro foi agraciado com o primeiro lugar. Recebi das mãos do ministro da Defesa, Geraldo Quintão, a espada, e também tive a honra de inaugurar o painel da turma, onde contém o nome dos cem guerreiros.

DESCERRANDO a placa da turma

“O Senhor é meu pastor e nada me faltará”. Lembro do canto da comunhão na missa alusiva à formatura. Era relativo ao Salmo 22: “Pelos prados e campinas…”. Deus seja louvado!

RECEBENDO a espada das mãos do ministro da Defesa

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

BANT promove inclusão social de 200 estudantes da periferia de Parnamirim

BASE AÉREA de Natal promove inclusão social de 200 estudantes da periferia de Parnamirim Implantado em maio de 2009 na Base Aérea de Natal (BANT), o Projeto Forças no Esporte, uma iniciativa do Ministério da Defesa, completa este mês dois anos contribuindo para a inclusão social de 200 crianças e adolescentes residentes na periferia de Parnamirim. Uma das novidades introduzidas neste ano é a inauguração das aulas de reforço escolar nas disciplinas de matemática e língua portuguesa. O Programa Forças no Esporte é desenvolvido em 77 organizações militares das Forças Armadas distribuídas por todo o País e atende mais de 10 mil crianças crianças e adolescentes. O objetivo é fornecer condições para esses estudantes superarem a exclusão social, utilizando como uma das ferramentas o esporte. Na Força Aérea Brasileira (FAB) oito unidades participam do projeto. A BANT, por exemplo, iniciou as atividades em maio de 2009 com 100 estudantes, de ambos os sexos, na faixa-etária de 9 a 14 anos, matriculados na Escola Municipal Maria Fernandes Saraiva, localizada no bairro de Bela Parnamirim. Já no segundo semestre do mesmo ano, esse número dobrou com a inclusão de alunos da Escola Municipal João Gomes Neto, situada no bairro da Liberdade, também na periferia.

“O projeto aproximou a Base Aérea da comunidade, proporcionado a essas crianças, que vivem uma realidade social bastante difícil, a oportunidade de conheceram um novo mundo. Trabalhamos muito com elas valores como disciplina e respeito. Os resultados têm sido os melhores possíveis. Estamos formando cidadãos”, explica a Tenente Maria de Nazaré Nunes Moraes, coordenadora-adjunta do Projeto na BANT. As atividades do Projeto são desenvolvidas três vezes por semana em dois períodos. Às quartas-feiras ocorrem as aulas de reforço escolar das disciplinas de matemática e língua portuguesa com a participação de professores voluntários. Às terças e quintas-feiras são praticados futebol de salão, futebol de campo, judô, ciclismo, natação, voleibol e basquete, sempre no contra-turno escolar. Ou seja, quem estuda de manhã participa do Projeto no período da tarde e vice-versa. Os alunos recebem também duas refeições diárias. Toda a prática de esportes é monitorada por estagiários de educação física da Universidade Potiguar (UNP).

“Sinto-me muito honrada em trabalhar com essas crianças e tenho um carinho especial por elas. Algumas chegaram aqui no início do projeto muito rebeldes e hoje percebemos que elas mudaram bastante e estão mais abertas para dialogar. Está sendo uma experiência muito boa”, afirma a estagiária da UNP,Camila Cardoso. Após dois anos, o Projeto Forças no Esporte na BANT começa a frutificar tornando-se motivo de comemoração pelos pais dos alunos.

“Meu filho mais velho, de 15 anos, era meio rebelde, mas melhorou muito. Passou a entender e aprendeu a ter limites”, explica a dona de casa Kátia Suerda da Silva que tem três filhos no Projeto. Os próprios participantes do Programa já sentem as melhorias em seus comportamentos e mesmo diante da realidade difícil enfrentada no dia a dia acenam com a esperança de um futuro mais promissor .

 “Eu só ficava em casa assistindo televisão ou na rua. Antes eu era muito brigão, bagunceiro, mas hoje sinto uma diferença muito grande. Participar desse projeto melhorou muito a minha vida”, explica Johnny Nunes da Silva, 13 anos.

“Pretendo me tornar uma advogada”, completa Patrícia Alves Bezerra. (Agência Força Aérea — www.fab.mil.br)

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

HOMENAGEM aos guerreiros de Macapá

“Dia 07 de Maio de 1996 – 17:00Hs. Aeroporto de Macapá. Era o final da missão Macapex, em que o Esq. Falcão recolhia-se após terminar a manobra de helicópteros às margens do Amazonas, na foz do Rio. Dois helicópteros chocaram-se e Caíram em cima do hangar do Estado. Faleceram os Tenentes: Motch, Bastos, Jansen, Paulo Roberto e Bassalo, e o Sargento Franco.  

Ontem completou 15 anos, não houve menção. Lembro da Mãe do Bassalo, na época e a encontrei outro dia. Era como se o acidente tivesse acontecido ontem. Dia das Mães para essas mães desses militares, foi, é e será um tormento toda vez que chega o dia. Sempre penso nelas todo ano e hoje idem. Eu estava lá e estava escalado para voar e o Bassalo, embora piloto, foi em meu lugar. Malhas que o destino tece. Nossos bons pensamentos e orações para esses nossos amigos e suas Mães. Claro, também: feliz dia das Mães para essas senhoras que nos puseram nesse mundão de meu Deus. Joan”   

É, meu caro Conterrâneo!  

Por ironia do destino, talvez essa coincidência (proximidade) de datas nos tenha feito entender o motivo das lágrimas e das preces das nossas mães, em todas as vezes em que nos despedíamos delas, mesmo com a promessa de voltar a vê-las, brevemente. É que a Dona Mariquinha bem sabia que, no lugar do tenente Bassalo, poderia ter sido você. Também o sabiam as outras mães, cujos filhos, inclusive aquele tenente amigo (que lhe substituiu), infelizmente, lhes foram arrebatados no acidente de Macapá. Que Deus os conserve lá, no mesmo Céu, para onde fizeram o seu último vôo.     

 E nós não podemos, também, esquecer-nos de todas as mães que já deram a sua vida, pela criação dos seus filhos. E, aí, estão, dentre tantas outras, a própria Dona Mariquinha, a Dona França e uma outra mãe, que “voou” para o Céu, ainda muito jovem, mas que muito fez, e ainda está fazendo, lá em cima, para que os seus dois filhos, homens, estivessem, como hoje estão, cruzando os céus do Brasil, pela mesma FAB, que é também sua: a Dona Daisy.

 E é por isso que, na missa de ontem, domingo, Dia das Mães, foi a vez das (minhas) lágrimas de filho. Lágrimas de saudades e de reconhecimento pelo verdadeiro amor: o amor de mãe!

  Realmente, a Maternidade é tão importante, tão bela e tão sublime, que o próprio Deus, que nos criou, quis ter uma Mãe. Assim sendo, no Mistério da Santíssima Trindade, pela vontade do Deus Pai, o Deus Espírito Santo fez conceber, no ventre da Virgem Maria, a semente do Deus Filho, que se encarnou no Menino Jesus.

E tudo isso aconteceu para a nossa Salvação!  

Que Deus abençoe a todas as Mamães!!!

 Um grande abraço !!!

 MESSIAS Salvino da Cruz”

  

 MEU comentário:

 EMBORA atrasado na data, externo meus sentimentos e, por conseguinte, esta singela  homenagem aos guerreiros  heroicamente tombados em combate, bem assim às respectivas mães, cuja dor pela perda de um filho somente o bom Deus pode mensurar.

 (Postado com a devida autorização do Tenente-Coronel JOAN)

  LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus  Cristo!

AVIADORA faz primeiro voo solo em avião de combate

AVIADORA faz primeiro voo solo em avião de combate

PELA primeira vez uma mulher assume o comando de uma aeronave de combate de primeira linha da Força Aérea Brasileira. A Tenente-Aviadora Carla Alexandre Borges de 28 anos realizou, no dia 03 de maio, o voo solo em um caça A1 do Primeiro do Décimo Sexto Grupo de Aviação (1º/16º), Esquadrão Adelphi. “Realizei um sonho”, disse a oficial, momentos depois da aterrissagem na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro.

Ouça aqui a entrevista da aviadora veiculada pela Força Aérea FM.

   

(Fonte: Agência Força Aérea = http://www.fab.mil.br)

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!