Categorias
Uncategorized

ESQUADRÃO PELICANO completa 53 anos de atuação em buscas e salvamentos

Resgate do Gol 1907O Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (2º/10º GAV) completa, nesta segunda-feira (6),  53 anos de existência. O Esquadrão Pelicano é o responsável pelas buscas e salvamentos de aeronaves e embarcações desaparecidas em todo o Brasil e até em alguns países vizinhos. Os “pelicanos”, como são chamados os militares que servem no esquadrão, já participaram de importantes missões no país e realizaram o salvamento de mais de seis mil pessoas. Para celebrar a data foi realizada uma solenidade militar com a presença do Ministro do Superior Tribunal Militar, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Willian de Oliveira Barros, entre outras autoridades militares e civis. Ex-integrantes do esquadrão e todo o efetivo da Base Aérea de Campo Grande (BACG) também participaram da cerimônia.

Em Campo Grande desde 1981, os “pelicanos” participam também da campanha anual de multivacinação em toda região do Pantanal e Amazônia. O esquadrão também faz o transporte de pacientes em estado grave para centros de maior recurso médico e ajudam a população ribeirinha nas cheias do Pantanal (MS), transportando alimentos e medicamentos para as pessoas isoladas.

Entre as missões de destaque nacional estão as buscas aos 218 passageiros do Airbus da Air France, em junho de 2009, quando os pelicanos foram os primeiros a decolar para o local da tragédia, e o resgate aos corpos dos 154 passageiros do voo 1907 da Gol, episódio no qual os militares de Campo Grande (MS) também foram os primeiros a chegar. Na missão do voo 1907, os pelicanos permaneceram mais de 40 dias no local do acidente.

Os Pelicanos

A simbologia em torno do pelicano é uma história de dedicaçãoFormatura da BACG e abnegação. A ave costuma sofrer de uma doença que deixa uma mancha vermelha em seu peito. A partir daí surgiu uma lenda medieval em que, ao perceber que seus filhotes estão famintos e que não há nada para alimentá-los, a ave bica o próprio peito, tirando de lá alimento necessário para a sobrevivência deles.

Deste tipo de atitude, surgiu o lema e ideal de vida dos integrantes do Esquadrão Pelicano: “Para que outros possam viver”, remetendo ao fato de estarem sempre prontos para ajudar, nem que para isso seja necessário doar do próprio sangue. O 2º/10º Grupo de Aviação, também conhecido como esquadrão Pelicano, foi criado no dia 6 de dezembro de 1957 na Base aérea de Cumbica, em São Paulo (SP). Em 1972 foi transferido para a Base Aérea de Florianópolis (SC) e, em 20 de outubro de 1980, mudou-se para a Base Aérea de Campo Grande (MS), sua atual sede.

Responsável por buscas e resgates em todo o Brasil e até em alguns países vizinhos, os pelicanos chegam às mais distantes localidades brasileiras em um espaço de tempo reduzido, devido a localização estratégica do estado do Mato Grosso do Sul, na região central do País. É este esquadrão que responde ao Alerta SAR (Search and Rescue) Brasil. Ao longo de sua existência, participou de mais de três mil operações reais, voando mais de 25 mil horas e resgatando mais de seis mil pessoas. O Esquadrão Pelicano é considerado um dos mais importantes da Força Aérea Brasileira (FAB).

O esquadrão age como forma de suporte a todas as operações da FAB, bem como resgatando aeronaves civis, militares, navios e embarcações. O efetivo conta com  aviões C-105 Amazonas e helicópteros Homenagens a militaresH-1H, equipados para atender a qualquer situação de emergência na terra ou no mar. Mecânicos, observadores e  pilotos, entre outros profissionais, estão prontos para decolar a qualquer momento. Os Pelicanos mantêm por 24 horas, durante todo o ano, uma equipe de prontidão.

O Pelicano também participa de ações de misericórdia. São feitas missões de socorro, remoções de emergência de pacientes em estado grave para centros de maiores recursos médicos, apoios em caso de catástrofes naturais, como enchentes e incêndios. Também atuam em várias campanhas sociais, incluindo a campanha anual de multivacinação em toda região do Pantanal e Amazônia, buscando sempre apoiar a população civil. A vantagem está na versatilidade dos profissionais que, após intenso treinamento, estão aptos para chegar a lugares de difícil acesso.

Fonte: BACG (transcrito do portal http://www.aer.mil.br)

Pensamento do dia: “A adversidade desperta em nós capacidades que, em circunstâncias favoráveis, teriam ficado adormecidas.” (Horácio)

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

 

Categorias
Uncategorized

PENSAMENTO do dia

OS bons dias te dão felicidade; os maus te dão experiência. Ambos são essenciais para a tua vida.

(autor desconhecido)

Categorias
Uncategorized

A PALAVRA de Deus, hoje

ANA pronunciou esta prece:

“Exulta o meu coração no Senhor, nele se eleva a minha força;

A minha boca desafia os meus adversários,

Porque me alegro na vossa salvação.

Ninguém é santo como o Senhor. Não existe outro Des, além de vós, nem rochedo semelhante ao nosso Deus.

Não mltipliqueis palavras orgulhosas,

Não saia da vossa boca linguagem arrogante,

Porque o Senhor é um Deus que tudo sabe; por ele são pesadas as ações.

Quebra-se o arco dos fortes, enquanto os fracos se revestem de vigor.

Os abastados se assalariam para ganharem o que comer,

Enquanto os famintos são saciados.

Sete vezes dá à luz a estéril,

Enquanto a mãe de numerosos filhos enlanguesce.

O Senhor dá a morte e a vida,

Faz descer à habitação dos mortos e de lá voltar.

O Senhor empobrece e enriquece; humilha e exalta.

Levanta o pó o mendigo, do esterco retira o indigente,

Para fazê-los sentar-se entre os nobres

E outorgar-lhes um trono de honra,

Porque do Senhor são as colunas da terra.

Sobre elas estabelece o mundo.

(1Sm 2, 1-8)

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Categorias
Uncategorized

FRASE do dia

A ALEGRIA está na luta, na tentativa, no sofrimento envolvido.

Não na vitória propriamente dita.”

Mahatma Gandhi

Categorias
Uncategorized

FAB CONTINUA na guerra contra o narcotráfico no RJ

DESDE O DIA 25 de novembro três aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) estão engajadas no apoio logístico à operação de combate ao narcotráfico, no Rio de Janeiro. O engajamento foi determinado pela Diretriz Ministerial número 14/2010, assinada pelo Ministro da Defesa, Nelson Jobim.  Duas aeronaves H-34 Super Puma e uma aeronave H-1H realizam apoio à Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) em missões de transporte de policiais para ação de atiradores e para observação e reconhecimento em áreas dominadas por criminosos.

Para dar suporte a esse esforço aéreo, diariamente, 120 militares da Força Aérea atuam em atividades Operacionais e de Comando e Controle em diferentes unidades da FAB no Rio. Embora a missão da FAB seja prover apoio à PMERJ, as aeronaves H-34 e H-1H estão equipadas, durante todo o tempo em que estão engajadas nesta missão, com armas de fogo prontas para reagir. A capacidade de reação da FAB só será empregada em caso de autodefesa, isto é, se as aeronaves forem atacadas.

A importância do apoio prestado é reconhecida pela Polícia Militar do Rio de Janeiro. Em entrevista coletiva concedida na tarde do dia 29 de novembro, o Coordenador de Comunicação Social da PMERJ, Coronel Lima Castro, classificou a participação da Força Aérea como “fundamental”. “O apoio da FAB proporcionou a nós progredir no terreno em segurança, tanto para nossos homens como para as pessoas que vivem nessas comunidades”, afirmou o Coronel da PM, que já serviu com militares da FAB em missões da Organização das Nações Unidas (ONU) no exterior.

Conheça as aeronaves

H-1H
Capacidade:
Equipado com arma de fogo, transporta 4 tripulantes e até 9 passageiros ou 6 macas.
Velocidade:
80 nós ou 150 km/h

 

 

H-34
Capacidade:
Equipado com arma de fogo, transporta 4 tripulantes e até 23 passageiros.
Velocidade:
120 nós ou 220 km/h

 

Fonte: III COMAR

(Sítio eletrônico http://www.aer.mil.br)

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

Categorias
Uncategorized

A FAB salvou nossa vida

NASCEMOS de novo. O pessoal da FAB salvou nossa vida”, diz piloto civil acidentado no Pará.

Eis uma tarde de emoção de sobra.

31 de outubro, domingo. Em pouco tempo, um pouso forçado para esquecer… seguido de um resgate para lembrar para toda a vida. Os pilotos civis Roberto Busellato e Paulo Zarutzki viveram uma situação dramática com uma pane de motor na aeronave sobre a cidade de Oriximiná (PA). A bordo de uma aeronave PA-31, faziam serviço de aerolevantamento. Eles realizaram o pouso forçado no leito do rio em uma área enlameada. Na mesma tarde ouviram o som do helicóptero H-60 Black Hawk da FAB para serem salvos. “Nascemos de novo. Não víamos direito. Só ouvimos o barulho do helicóptero porque nossos olhos estavam enlameados. O pessoal do resgate salvou a nossa vida. Eles são a salvação de muitos aviadores”, disse Busellato. “Foi muito gostoso ouvir o barulho do helicóptero. Agradecemos muito o que eles fizeram por nós”, afirmou Zarutski.
O resgate dos tripulantes é resultado de uma intensa e imediata operação montada pela Aeronáutica, que envolveu homens em terra e nos céus. Em terra, a equipe do CINDACTA 4, em Manaus, acionou militares do Sétimo Esquadrão do Oitavo Grupo de aviação. Havia uma importante pista da possível localização da aeronave desaparecida. Existe um equipamento dentro do avião, chamado ELT, que emite um sinal eletrônico via satélite.

Em segundos, o pessoal da Salvaero havia recebido as coordenadas geográficas. “O objetivo de todo o sistema é encontrar e resgatar sobreviventes. Foi muito gratificante saber que eles estavam bem e que valorizam a utilização dos equipamentos do avião, como o ELT”, disse o Tenente Edvaldo Cardoso.

Militares especializados em busca e resgate equiparam-se e em poucos minutos decolaram com o helicóptero H60 Black hawk para a área do pouso forçado. Uma hora e meia depois, eles avistaram o avião e os tripulantes em meio à lama. Ele explicou que foi preciso retirá-los de guincho. “As coordenadas geográficas foram bastante precisas e chegamos exatamente sobre a aeronave acidentada”, disse o Tenente-Aviador Elson Andrade. O Tenente Jail Masine, também piloto, ficou muito feliz com o desfecho da missão. “Salvamos dois pais…São duas famílias. Não tenho palavras”.

Os dois resgatados têm dois filhos cada um. Voltam nesta semana para Curitiba, onde moram. O sistema de salvamento da Aeronáutica fica em prontidão 365 dias do ano, 24 horas por dia.

Fonte: Agência Força Aérea

(Extraído do portal institucional do Comando da Aeronáutica, em 11nov.2010)

 

LOUVADO seja Nosso Senhor Jesus Cristo!